Entrar
(
Millones de Letras de canciones y videos
Millones de Letras de canciones y videos

Abaralhando a Barbela

Pronto os encargos, largo meu mouro de lida
Pego o tordilho tratado só pra fuzarca
Passo a semana no galpão quebrando milho
Mas quando sai, sai bombeando a maritaca.


Corto caminho pelos campos dos portela
Pego uma aguada, mas desvio das porteiras
Gasto dobrado tendo um pingo só pra farra
Mas cruzo a sanga sem sujar a barrigueira.


Abaralhando a barbela, vai meu tordilho
Pisando miúdo por galhardo qual o dono
Levo de tiro lotes de versos campeiros
Um h.o. bola dupla e uma prateada coqueiro.


Viro os pelegos por mania de sestroso
Levo meu trinta recheado, mais um baleiro
Ando com fama de maleva pela volta
Só por entrar a cavalo num destes bailes campeiros.


Entro na sala e vou abrindo a garganta
Nisso me pisca a filha do dono da festa
Facilitando roubo a china e corto a gaita
E de novo vou m'embora com fama de quem não presta.


Abaralhando a barbela, vai meu tordilho
Pisando miúdo por galhardo qual o dono
Levo de tiro lotes de versos campeiros
Um h.o. bola dupla e uma prateada coqueiro.


Fuente: www.musicafusion.com


  Esta canción               
  Este artista                 
  MusicaFusion.com   

Enlace para compartir:


Enlace HTML para tu website:


Reportar Contenido

publicidad