Entrar
(
Millones de Letras de canciones y videos
Millones de Letras de canciones y videos

Alguma Esperança

Nasce a noite do morrer da luz do dia.
Vive um homem do morrer de tantos outros
Sobrevive um lusco-fusco que anuncia
Um ciclone a sudoeste dos mais rotos.


Nasce a flor da morte lenta da floresta.
Vive o bicho do morrer de tanta planta.
Sobrevive um vaga-lume que anuncia
A escuridão de quem cala e já não canta.


Nasce um livre na revolta da prisão
Vive um homem muito preso à liberdade.
Sobrevive aquí ao pé a tentação
Anunciando a plena falta de vontade.


Nasce a noite do morrer da luz de dentro.
Vivem homens de apagar os candeeiros.
Sobrevive o nunca termos muito tempo
Que anuncia o nosso génio passageiro.


Nasce o fácil de não querermos o cansaço.
Vive a estátua que gostava de ser cristo.
Sobrevive o gatinharmos passo a passo
Que anuncia o reumatismo não previsto.


Anunciadas que já foram as verdades
Que restavam do desgosto e pouca esperança
Vive em nós um sonho belo de vontades:
Nasce agora, mesmo agora, uma criança.


Fuente: www.musicafusion.com


  Esta canción               
  Este artista                 
  MusicaFusion.com   

Enlace para compartir:


Enlace HTML para tu website:


Reportar Contenido

publicidad