Entrar
(
Millones de Letras de canciones y videos
Millones de Letras de canciones y videos

Fé+li+cidade

(Bruno Rap)
Não quero ser preso nos meus pensamentos
Quero ser livre nos meus sentimentos
Calado eu fico sem saber o que falar
Mas eu falo muito quando tenho que cantar
Me expressar numa música tipo meu desabafo
Pra falar da vida, tudo que eu acho
Cada día dou um passo adiante pra minha rima
Vou prosseguindo porque isso não me desanima
Não posso perder a força de vontade
Porque movimento rola pelo centro da cidade
O procedimento violento lento malandragem
Falo muito isso mas isso não é viagem
O tempo rola não para e não acaba
Minha esperança Deus alcança e não desaba
A fé está no meio ambiente
Na beleza da vida no que o coração sente


(Nick MC)
Fé na vida ou no amor o que importa é acreditar
Quando os dados forem lançados só nos resta esperar
O resultado só depende da sua esperança
E a oração que aprendí quando era uma criança
Tinha medo do escuro e do bicho papão
Hoje o mundo é diferente menor tem medo de caveirão
Hoje eu cresci e vejo um mundo diferente
Queria voltar no tempo e ser um pouco mais inocente
Flores e guerras, crianças e soldados
Hoje tá tudo confuso, tá tudo misturado
Quem será o verdadeiro culpado da confusão?
Seriam os presidentes ou a globalização
A mídia te aliena enquanto minha rima guia
Faço isso como se fosse mestre em filosofia
Mais bruta que grafite e lapidada que diamante
Na minha área me chamam de enciclopédia ambulante


(DaN)
Sou protegido e abençoado sempre com meu santo do
lado
Pelo anjo alado sempre sou observado
A cada passo se eu tombar sou segurado
Se eu cair sou levantado
Mesmo do poço mais fundo sou retirado
Mesmo da rua mais escura eu sou iluminado
Por estrelas mesmo sem vê-las eu sou tocado
Pelo que eu não posso ver, pelo que eu acredito
Pelo que eu posso crer o sentimento mais bonito
Independente de religião, crença ou reza
Eu tenho pelos que não possuem essa coisa
Que pode me mover, que pode me parar
Que pode me prender, que pode me livrar
De correntes, muros, palavras, até da morte
Pois estou vestido com as roupas e as armas de Jorge
Ela faz o que se faz, te leva onde quiser
Com ela tudo sou capaz ela é minha fé


(Alan Dichinelo)
A cada passo que eu der, prometi a mim mesmo
Que eu vou ser mais o que eu puder é só isso que me
resta
Lançar as rimas sinceras pra um día da um pouco de
orgulho
Pra minha véia que reza pela meta dos atletas da
favela
Que cresce se esquivando das balas que entra pela
janela
Quantos menor se já viu jogado nas calçadas
Que aprendeu a ter tudo sem nunca ter tido nada só
frio da madrugada
Lugareiro aonde crianças já nasce como homem
Disputa lugar no papelão e comida pra não morrer de
fome
Uns dizem ser triste, mas a tristeza não conhecem
Tristeza é ter fome e não ter força nem pra fazer uma
prece
A nossa vitória já não é minha maior certeza
Realidade conquistada é ter comida sobre a mesa
Alguns se perdem por desilusão e covardia
Se ser covarde fosse seguro quem tem medo não morria


Fuente: www.musicafusion.com


  Esta canción               
  Este artista                 
  MusicaFusion.com   

Enlace para compartir:


Enlace HTML para tu website:


Reportar Contenido

publicidad