Entrar
(
Millones de Letras de canciones y videos
Millones de Letras de canciones y videos

O Sangue do Brasil � Raro! Ou Puã

Vejo flores na tela do computador
e perco os bosques preciosos camaleões
Na puã que tenho a vida
certos homens me depredam, batalhões


São frequentes hemorragias


Há carrascos que rodeiam a cidade
Essa inópia tá infrene e sem distância
mas ainda há esperança
ainda há esperança
são frequentes hemorragias


Vejo mão unir-se a mão na capital
e a seda no corpo de quem não tece
A vitória não é nada cordial
camisa-de-força serve para covardia


São frequentes hemorragias


Há carrascos que rodeiam a cidade
Essa inópia tá infrene e sem distância
mas ainda há esperança
ainda há esperança
são frequentes hemorragias


Fuente: www.musicafusion.com


  Esta canción               
  Este artista                 
  MusicaFusion.com   

Enlace para compartir:


Enlace HTML para tu website:


Reportar Contenido