Entrar
(
Millones de Letras de canciones y videos
Millones de Letras de canciones y videos

Opereta do Moribundo

I Funeral de rico


Rico quando vai
Desta vida, sempre vai de mau humor
Ir deitado de casaca 茅 um terror
Abafado e morto de calor
Aturar a marcha f煤nebre


S贸 de imaginar
Que os amigos v茫o deitar nos seus sof谩s
V茫o tomar os seus vermutes, os seus cristais
E as suas mulheres principais
J谩 na beira do seu t煤mulo


- Gente, quanta gente
Que excelente funeral
- Ficas bem de preto
E o cabelo ao natural
- Dizem que o eminente
Triplicou seu capital
- Vai sobrar para gente
Que nem viu ele vivo
- Tem at茅 donativo
Para as obras do hospital


II Enterro de pobre


Pobre quando vai
Sempre dizem que ele vai para uma melhor
Vai olhando aquela gente a seu redor
Todos com poeira e com suor
E ele achando a coisa 贸tima


S贸 de imaginar
Que os amigos v茫o pagar o seu caix茫o
O barbeiro, o aluguel do rabec茫o
O vinho do padre, o sacrist茫o
E o serm茫o na igreja g贸tica


- Gente, n茫o tem gente
Tem parente pobre s贸
- Esse teu modelo
Mais parece um domin贸
- Nem o indigente
Quis herdar seu palet贸
- Vai sobrar para a gente
Que nem viu ele vivo
- Tem at茅 um passivo
No caderno do Jac贸


Fuente: www.musicafusion.com


  Esta canción               
  Este artista                 
  MusicaFusion.com   

Enlace para compartir:


Enlace HTML para tu website:


Reportar Contenido

publicidad