Entrar
(
Millones de Letras de canciones y videos
Millones de Letras de canciones y videos

Relatos de um Usuario

Eu nem me lembro como tudo começou
muito menos quando a vida pra me acabou
eu só vou relatar um pouco do veneno
pra você que ainda ta se envolvendo
no inicio tudo parece bem
mulher, dinheiro, arma, só o que convém,
muitos parceiros, varias correria
de segunda a segunda só alegria,
dei o primeiro pega pra experimentar
e experimentando olha onde eu vi parar
é só ilusão o crime ladrão
se liga ai, isso aquí não é sermão
tenho 21 a flor da idade
já tive preso, hoje um preso em liberdade
pense bem se é que você me entende
a pior prisão e a da mente
Hoje parei na frete da escola fiquei olhado,
uma PA de estudante por me passando,
na mesma escola onde estudei
ninguém me incentivou eu errei
olhei pro quadra da escola onde jogava bola
hoje me encontro aquí do lado de fora
as Drogas a única coisa quer sinto prazer
como fui deixa isso comigo acontecer
a professora me cita como exemplo
pro alunos que ainda estão, La dentro
quando fumo não sinto mais prazer
só da vontade de matar, vontade de morrer
daria tudo pra volta no tempo
das coisas boas que ainda me lembro
escola, futebol, família a redor da mesa
era só alegria, agora é só tristeza
olhos pros outros viciados que estão aqui
só vejo um monte de zumbi olhando pra me
longe de família, dos filhos mulher
diz pra me é triste ou não é
não quero que ninguém me chame de coitado
to relatando pra você que esta do outro lado
pra não fazer as besteiras que eu fiz
siga sua vida sem drogas, seja feliz


2 parte
Logo eu um cara bem informado
apenas mais um entre milhos de viciados
um corpo vazio vagando na madrugada
em quanto minha família esta em casa
sem caráter sem vergonha sem nada
Desde o primeiro Pega, na vida só mancada
me vejo hoje no fundo do poço
um suicida com a corda no pescoço
nessa estrada quantos amigos enterrei
por causa das drogas lógico que eu sei
a mesma coisa pouco -a- pouco acontece comigo
o que eu consumo ta me consumindo
olhei no espelho não pude acreditar
O ponto que deixei minha vida chegar
cabelos grandes barba por fazer
pareço um indigente vou enlouquecer
magro, expressão de cansado
já não o mesmo de uns anos passado
Natal todos unidos comemorando
eu aquí de longe, escondido fumando
fico olhando uma PA de manos sorrindo
eu no escuro sozinho me destruindo
essa historia não é só minha pode acreditar
milhares por ai, vivem a se matar
dependente que não tem mais valor
que em um vacilo a vida afundou
eu sei e deixo aquí registrado
pra você nuca vi pra esse lado
que no inicio parece uma maravilha
é pior que um furacão, acaba com tua vida
deixo aquí apenas mais um relato
o sofrimento da vida de um viciado


Fuente: www.musicafusion.com


  Esta canción               
  Este artista                 
  MusicaFusion.com   

Enlace para compartir:


Enlace HTML para tu website:


Reportar Contenido

publicidad