Entrar
(
Millones de Letras de canciones y videos
Millones de Letras de canciones y videos

Réquiem Por Uma Princesa Nagô

(1980)


Teu perdão, Cambinda, por meu povo, Cambinda...


Vens de outros tempos, de um negro continente
No ventre a semente de um príncipe nagô
Sem pompas nem glória, sem sonhos nem história
Por mares nunca dantes teu grito ecoou...


Teu perdão, Cambinda, por meu povo, Cambinda...


Hoje tu choraste no colo deste filho
E em teu olhar tranqüilo ainda tens amor
Porque também sabes que embora tão distantes
América e África são da mesma cor!


Fuente: www.musicafusion.com


  Esta canción               
  Este artista                 
  MusicaFusion.com   

Enlace para compartir:


Enlace HTML para tu website:


Reportar Contenido

publicidad